Em um cenário em que várias empresas utilizam serviços de rede integrados aos seus processos operacionais, o data center tornou-se um dos principais ativos do meio corporativo. Em função disso, gestores de TI devem investir em técnicas que permitam a identificação de falhas de hardware e de software com agilidade e precisão. Isso reduz o prejuízo causado por erros, além de facilitar a otimização da infraestrutura de TI.

Mas como manter equipamentos funcionando da forma correta e criar rotinas para identificação rápida da origem de problemas no data center? Saiba no nosso texto de hoje!

Principais problemas que podem afetar um data center

Um data center pode ser afetado por vários problemas. Eles atingem o negócio de diferentes maneiras, sendo capazes de causar pequenas interrupções em serviços ou mesmo grandes prejuízos para o negócio. Portanto, um dos primeiros passos para identificar a origem de uma ocorrência é compreender quais são as mais frequentes em grandes infraestruturas.

As falhas humanas, por exemplo, são fruto da falta de atenção de profissionais, problemas na execução de rotinas de acordo com os padrões definidos pelo negócio e erros em treinamentos. Já os problemas de software possuem como origem erros na configuração de aplicativos ou bugs no código fonte.

Existem também os problemas que atingem o hardware do negócio, como a queima de uma placa mãe ou um curto circuito. Assim como as outras falhas listadas acima, eles levam à perda de dados, interrupção de serviços e prejuízos financeiros.

Como fazer um processo de troubleshooting eficiente

O processo de troubleshooting é crucial para que a empresa consiga identificar a origem dos seus problemas no data center e aplicar as medidas corretivas adequadas. Cabe aos técnicos utilizar uma técnica analítica, capaz de reduzir ao máximo o impacto causado pelo problema.

Nesse sentido, o primeiro passo a ser tomado é avaliar quando o problema começou. Dessa forma, o profissional envolvido no troubleshooting poderá identificar possíveis mudanças que tenham ocasionado a falha.

Também é necessário avaliar como a falha ocorre. Alguns problemas só surgem a partir de determinadas ações (como a execução de um programa), o que pode indicar a incompatibilidade de um hardware ou software com a infraestrutura de TI.

Feito isso, o gestor deve eliminar possíveis origens do problema por meio de um processo de tentativa e erro. É necessário começar com soluções simples, como a reinicialização de um programa ou processo. No entanto, técnicos precisam estar atentos a ações que possam interromper outros serviços críticos.

Vale destacar, também, que toda rotina de troubleshooting deve buscar separar a origem do problema como uma falha de hardware ou de software. Falhas que não envolvem a troca de peças são mais fáceis de serem solucionadas e podem ter um baixo impacto de longo prazo.

Por fim, todo o processo deve ser documentado. Dessa forma, se outra pessoa passar pelo mesmo problema, ela conseguirá atuar com agilidade para eliminar a falha.

Evitando que falhas se repitam no data center

Toda empresa que possui um data center de alta capacidade deve adotar medidas para evitar que as falhas na infraestrutura sejam frequentes. A documentação de processos, por exemplo, torna a identificação de problemas simples e ágil, reduzindo o seu impacto.

Por outro lado, o negócio pode contratar um serviço de consultoria para que as rotinas de gestão sejam avaliadas por profissionais externos. Assim, as rotinas de gestão serão avaliadas por profissionais qualificados, que identificarão problemas e farão sugestões diversas para tornar o ambiente mais confiável e com maior performance.

Manter o data center com alta performance é crucial para o sucesso das estratégias de mercado de uma empresa. Saiba como conseguir isso entrando em contato conosco!