A terceirização de atividades é uma estratégia utilizada por várias empresas em busca de custos administrativos mais precisos e uma capacidade maior de atender a demandas do mercado. No ambiente de TI, não é diferente: o outsourcing está se tornando uma estratégia comum em vários negócios, que utilizam esse tipo de serviço para tornar projetos mais eficazes e obter um melhor direcionamento de tarefas.

Quer saber mais sobre o tema? Então veja no nosso post de hoje tudo o que você precisa saber sobre o outsourcing em TI!

O que é o outsourcing em TI?

O outsourcing em TI pode ser definido como a contratação indireta de profissionais de TI para a execução de projetos ou mesmo rotinas de manutenção e suporte ao usuário. Técnicos e analistas podem ser incorporados à equipe do setor. Dessa forma, a empresa pode ter um direcionamento mais eficiente de suas tarefas, melhorar a execução de projetos de desenvolvimento e reduzir o tempo necessário para a migração e implementação de softwares.

Quais são as vantagens do uso do outsourcing?

Quando implementado corretamente, o outsourcing pode causar um grande impacto nas rotinas do setor de TI e na maneira como a empresa mantém a sua infraestrutura e os projetos internos funcionando. Um dos primeiros pontos a serem afetados é a flexibilidade administrativa. Como o tamanho da equipe poderá ser alterado com mais facilidade, gestores de TI conseguirão se adaptar melhor a mudanças nas necessidades de usuários ou do mercado.

Projetos terão um grau de sucesso maior conforme o número de profissionais especializados aumentar. Já a estrutura orçamentária do setor se tornará mais precisa, uma vez que os gastos com profissionais variarão conforme o número de pessoas que trabalham no local a cada mês.

Aprenda a ter sucesso com o uso do outsourcing em TI na sua empresa!

O outsourcing só é um investimento com alto retorno caso o gestor de TI consiga definir os objetivos da contratação do serviço. Caso a ideia seja ter uma equipe mais capacitada para a execução de um projeto, por exemplo, a busca pelo fornecedor será feita de acordo com a capacidade das empresas fornecerem um time capacitado de developers.

Por outro lado, se o principal problema da empresa estiver no setor de suporte, o gestor deverá encontrar um serviço de outsourcing com profissionais especializados na área.

A correta definição das falhas da empresa e de suas principais necessidades pode direcionar a contratação de profissionais por meio de processos mais eficazes e com maior retorno. Sempre procure empresas do ramo que atuam com profissionais capacitados. Eles possuem uma competência maior de atender às demandas do negócio e, assim, gerar um impacto positivo maior em médio e longo prazo.

Muitas empresas guiam os seus investimentos apenas pelo custo inicial. Esse é um erro que deve ser sempre evitado, uma vez que isso diminui a capacidade de gestores identificarem opções com um grande custo-benefício. O mesmo vale para o outsourcing, cuja contratação envolve uma série de fatores que vão muito além do preço.

O histórico do fornecedor, as suas certificações e o feedback de clientes antigos, por exemplo, deve ser levado em conta. Dessa forma, o gestor de TI conseguirá identificar os principais pontos fortes e fracos do prestador de serviços, fazendo uma escolha mais alinhada com os objetivos da empresa.

Agora que você já sabe como o outsourcing em TI pode ser aplicado na sua empresa, que tal começar a utilizar essa estratégia em seus projetos de TI? Entre em contato com um de nossos consultores para saber como isso é possível!