As estratégias de governança de TI são cruciais para garantir que uma empresa possa utilizar a tecnologia como fonte de receitas e buscar novos clientes e parceiros comerciais.

Elas possuem um papel de grande importância para o mundo corporativo, especialmente em um cenário em que as soluções tecnológicas estão cada vez mais presentes em processos e rotinas operacionais. Diante disso, a governança de TI deve ser vista como um fator estratégico, que torna a empresa mais competitiva e eficaz.

Quer saber mais sobre o tema? Então veja no nosso post de hoje os fundamentos da governança de TI e como ela pode ser implementada na sua empresa!

Quais são os princípios da governança de TI

A governança de TI pode ser definida como um conjunto de estratégias, políticas operacionais e rotinas que alinham os objetivos do setor de TI com as metas de outras áreas de uma empresa.

Ela orientará a rotina de profissionais, definindo medidas de manutenção e otimização de infraestrutura e indicando a forma como os investimentos serão realizados, a fim de garantir o máximo de performance possível para empresa.

Dessa forma, todos os profissionais terão um aproveitamento maior de cada recurso tecnológico utilizado pela empresa.

Como a governança de TI afeta o meu negócio

A governança de TI, quando bem implementada, terá um profundo impacto na rotina do empreendimento. Ela vai direcionar a infraestrutura de TI para o centro da cadeia operacional do negócio, tornando os ativos digitais parte fundamental das estratégias de vendas e gestão do empreendimento.

Como consequência, cada profissional terá a sua capacidade ampliada para buscar atingir os objetivos do empreendimento.

Outro ponto que é afetado pela governança de TI é a capacidade de inovação da empresa. Por ter setores atuando com um alinhamento maior, estratégias de mercado mais ousadas podem ser adotadas. Elas terão como um de seus princípios a maior capacidade de cada profissional criar formas de executar serviços e rotinas diárias.

Quais são as ações para implementar a governança de TI

A implementação da governança de TI envolve um amplo planejamento e a capacidade de reavaliar constantemente a eficiência das políticas operacionais do setor. Como a política de governança busca um alinhamento de estratégias entre as rotinas da área ou os objetivos do negócio, um dos primeiros passos envolve a criação de canais de comunicação direta com outros líderes da empresa.

Dessa forma, o gestor de TI consegue identificar quais pontos devem ser redirecionados ou modificados para que a empresa possa atingir as suas metas com mais facilidade.

Indicadores e boas práticas também podem ser adotados. Por meio deles, o setor de TI consegue otimizar as suas atividades e atender com mais qualidade a demanda de todos os usuários da empresa.

Além disso, será possível avaliar com mais precisão a capacidade do setor de manter-se como uma parte fundamental das estratégias de mercado do empreendimento.

A governança de TI terá um grande impacto apenas se a empresa conseguir manter um gestor com grande poder de liderança. Tenha em mente que esse profissional é o responsável por definir estratégias, políticas e processos que, a médio e longo prazos, terão um grande impacto na empresa.

Quer saber mais sobre esse fator e a sua importância para a rotina do setor de governança de TI? Então veja o nosso post sobre a liderança em TI!