Ser um líder é uma meta comum àqueles que ambicionam um crescimento na carreira profissional. Na área de tecnologia não é diferente. A liderança em TI tem sido alvo dos novos profissionais que pretendem trilhar voos mais altos.

Mas o que é ser um líder e qual a importância dessa pessoa no ambiente de trabalho? Neste artigo vamos falar justamente sobre esse tema e mostrar que é possível ser um grande líder e ajudar a empresa a alcançar resultados expressivos sem abrir mão da qualidade dentro do ambiente de trabalho.

Ser um líder é muito mais do que ser um chefe

O papel do líder começa se colocando no patamar de facilitador e não de um comandante. Esse ponto é muito importante para quem vai começar a carreira de liderança.

O chefe é uma figura rígida, conservadora, centralizadora e focada unicamente em produção. Para ele, os resultados estão em primeiro lugar a qualquer custo. Ao sinal de problemas, ele busca o culpado e aplica a punição adequada para que o erro não se repita.

Esse modelo já caiu por terra há muito tempo e empresas que ainda adotam essa forma de trabalho têm assistido resultados cada vez menos expressivos — e convivem com colaboradores sempre à espreita de uma oportunidade para sair.

A liderança é um conceito muito mais abrangente. Ela deve transpassar o peso do cargo e agir de forma colaborativa e consciente. O perfil das pessoas mudou e espera-se uma nova postura dos gestores. A liderança em TI deve ser construída de forma a direcionar as ações do time de dentro pra fora.

Colocando a equipe em primeiro lugar, resultados vão aparecer de forma sólida, sustentável e com o comprometimento de todos. Quando ocorre um problema, o líder assume a responsabilidade e convoca o time para mitigar a causa raiz junto a ele. Assim, o problema deixa de existir de forma orgânica. O líder é, acima de tudo, parte da equipe.

Construindo a liderança

Certo, mas como fazer para que a liderança em TI aconteça sem que seja imposta pelo cargo? Existem alguns pontos que não podem ser ignorados ao iniciar a construção da carreira de um bom líder. São eles:

  • Um bom começo faz a diferença: segundo especialistas, os primeiros três meses de trabalho são fundamentais. Nesse período, o modo como a equipe é conduzida vai determinar o nível de confiabilidade do novo líder.
  • Conhecer o ambiente é essencial: para comandar de forma certeira, o líder deve ter noção de tudo o que está acontecendo à sua volta. Toda dúvida deve ser questionada. O gestor deve se permitir aprender sempre! Ouvir o que os colaboradores têm a dizer e aproveitar o conhecimento da equipe eleva a confiança do time e aproxima o líder de todos. Afinal, eles já estavam lá antes de o gestor chegar.
  • Interesse-se genuinamente pelas pessoas: os resultados são importantes e a equipe deve ser bem orientada para alcançá-los, claro! Mas cada indivíduo desse time vive de seus dramas e conquistas pessoais. Não ignore esse fato! Um grande motivador é saber que o líder está ao seu lado. Aproxime-se de cada membro da equipe e conheça mais sobre ele. Todos têm a ganhar com essa postura.

Não se esqueça da empresa. Ela é importante

Ótimo! A equipe está motivada e produzindo! A liderança em TI está alinhada com o time e tudo está perfeito! Calma, há muito que fazer. Afinal, todos estão a serviço de alguém. Cada célula da empresa deve gerar resultados e os novos conceitos propostos pelo novo líder em TI devem corresponder aos objetivos da corporação. Nada adianta um time motivado e feliz que não atinge às expectativas.

A liderança em TI é estratégica, afinal, hoje quase todos os processos passam pelo setor. Traga tudo para a equipe e monte um baseline em conjunto com o time. O líder, apesar de facilitador, não pode ser passivo e ficar refém de seus superiores ou colaboradores. Proponha soluções, ouça sugestões e tome as decisões corretas. Dessa forma, além de um bom líder, será um gestor eficiente.

Gostou desse artigo? Saiba mais sobre liderança e gestão de TI acessando nosso artigo sobre como se tornar um CIO!