Quanto custa para uma empresa ficar “fora do ar” por uma hora devido a quaisquer um problemas nos sistemas, principalmente se ela depende do uso da tecnologia para se manter? Um estudo calculou o custo do “downtime”, e a cifra é impressionante — pode chegar a U$S 300 mil a cada hora.

A empresa de consultoria norte-americana Forrester foi além e perguntou a 157 profissionais de TI informações sobre os problemas enfrentados nessa área. Os resultados apontam que um terço dos entrevistados declarou enfrentar indisponibilidades todos os dias; 42% relataram que demoram entre uma semana e um mês para achar a raiz de um problema nos serviços de TI; 60% declararam que precisam de quatro a dez funcionários focados para resolver alguma questão no setor.

Situações como essas poderiam ser menos frequentes, caso as empresas tivessem o hábito de adotar uma prática que já provou ser importante: o monitoramento de TI em tempo real. Acompanhe o post, entenda mais sobre o assunto e saiba as vantagens desse tipo de processo.

Prever um problema

Uma das vantagens do monitoramento de TI em tempo real é a possibilidade de prever e notificar quanto à ocorrência de um problema. Isso permite haver tempo para que a equipe possa fazer reparos antes de parte do sistema cair.

São identificados alguns sinais que, em geral, significam futuras falhas, como é o caso da temperatura dos servidores, capacidade dos discos rígidos, armazenamento da memória, uso da banda e capacidade da conexão de internet.

Identificar gargalos e lentidão na sua rede

Quando falamos em monitoramento em tempo real não temos que nos limitar a pensar em evitar um problema. Outro ponto essencial para uma boa gestão de TI é saber ler as informações obtidas com esse monitoramento e identificar onde estão os entraves de TI do seu negócio.

Desse modo, o monitoramento pode mostrar desempenho aquém do esperado em estruturas como o servidor, configurações de memória ou processamento ou armazenamento de dados. Fique atento aos sinais e, quando identificar um gargalo, o melhor é achar uma solução o quanto antes para que o serviço possa fluir da maneira desejada.

Automatizar processos a partir do monitoramento de TI

Outra dica importante que justifica apostar no monitoramento em tempo real é passar a automatizar alguns processos adotados pela sua equipe. Um ambiente monitorado permite que os técnicos de TI consigam identificar padrões e criar mecanismos de automação de processos. Uma vantagem é otimizar o tempo gasto com manutenções regulares e outras práticas que demandam atenção especial da equipe.

Seja qual for o problema de TI na sua empresa, o monitoramento em tempo real pode ajudar a identificar e prever situações problemáticas, evitando prejuízos. O importante é evitar alguns erros comuns na adoção desse procedimento, como a utilização de ferramentas inadequadas e não dar atenção às notificações do sistema.

Você já passou por alguma situação complicada que poderia ter sido evitada se sua empresa tivesse adotado o monitoramento de TI em tempo real? Quer saber mais sobre como atender as necessidades de sua companhia? Entre em contato conosco para conhecer soluções sobre o assunto!